Blake Lively Brasil

Na última sexta-feira, dia 21/04, Blake Lively participou do almoço anual ‘Power of Women’ da revista Variety, sobre o impacto das mulheres em Nova York.

Blake Lively foi reconhecida por seu trabalho com a Child Rescue Coalition, que rastreia pedófilos em todo o mundo.

Confira o discurso emocionante de Blake Lively, sobre pornografia infantil, legendado abaixo.

Como uma das homenageadas do Power of Women da Variety, Blake Lively participará de um almoço, na sexta-feira, em apoio à Child Rescue Coalition. Para a edição desta semana, a atriz falou sobre mulheres em Hollywood, época que filmava em Nova York para Gossip Girl, e o que ela procura em um papel.

Houve uma conversa nacional recentemente sobre a disparidade de gênero em Hollywood. Você experimentou isso?
Sim, eu senti isso. É difícil reclamar quando há mulheres que estão sendo traficadas sexualmente, mulheres sendo tratadas como objetos e produtos. Sim, é importante ter essa conversa, porque igualdade é igualdade. Sinto-me afortunada. É ainda muito longe do que deveria ser para as mulheres em 2017.

É importante lembrar que metade da audiência de compradores de ingressos são do sexo feminino. Você está interessado em fazer tentpoles?
Eu não olho para filmes pelo orçamento. Eu olho para filmes pelo personagem. O que era claro sobre “The Shallows”, era realmente de baixo orçamento. Foi um filme de $17 milhões e fizemos mais de $120 milhões em todo o mundo. É legal fazer isso com uma história sobre uma mulher. É prova de que as pessoas querem ver filmes sobre mulheres. Não tem de ser todos no estilo Nicholas Sparks. Quando você olha para a franquia “Star Wars” de agora versus a franquia “Star Wars” de antes, há mulheres no centro.

Você acha que poderia haver uma sequência de “The Shallows”?
Eu não sei se aconteceria. Espero que não; Eu não estou pronta para trabalhar assim novamente. Eu estou prestes a fazer um filme em alguns meses onde eu serei uma mulher que é uma lutadora.

Você começou o boxe?
Eu ainda não cheguei lá. Estou ficando forte.

O que atrai você em um roteiro?
Procuro mulheres interessantes. Pode ser uma mulher em cada quadro do filme ou poderia ser uma mulher que está em uma cena, mas procuro personagens com quem me conecto. Ter uma família e ter trabalhado em uma série de seis anos, realmente me fez querer fazer o trabalho que eu amo. E isso leva a um maior sucesso, o que significa apenas mais oportunidades para fazer isso novamente.

Você gostaria de dirigir?
Estou realmente atraída por isso. Acho que faria isso mais tarde na vida. São dois anos e ele se torna seu bebê. Enquanto minhas filhas são jovens, eu não gostaria de fazer isso.

A Netflix tem reiniciado programas de TV antigos. Você acha que eles poderiam fazer uma reunião de “Gossip Girl”?
Eu não sei. Por que não?

Você faria uma versão adulta com o elenco?
Isso depende. Eu faria sete anos de uma série? Não, porque é trabalho duro e eu tenho meus bebês, e eu não quero ficar longe delas tanto assim. Mas eu aprendi na vida que você nunca diz nunca. Eu estou procurando fazer algo que eu não tenha feito ainda, não algo que eu fiz. Mas eu faria isso? Quem sabe – se fosse bom, se fizesse sentido. Nós nos divertimos muito filmando, vivendo e trabalhando em Nova York.

A série glamourizou Manhattan depois da geração de “Sex and the City”.
Josh [Schwartz] e Stephanie [Savage] se recusaram a fazer a série em Toronto. Eles disseram: “Não, a cidade de Nova York é a estrela do show.” E então eles lutaram para que fosse feito em Nova York. Se nós fôssemos em Toronto, eu não sei se teríamos continuado isso após nosso primeiro episódio.

Eu não consigo imaginar a série sendo ambientada em uma falsa Nova York.
Estávamos sempre nos lugares mais frescos. Foi quase como um guia da cidade, como uma série divertida para assistir. Fomos uma das primeiras pessoas a estar no Sleep No More.

Voltaria para a TV?
Para mim, é sobre um bom conteúdo. As minhas novas coisas favoritas que assisti este ano foram as séries sobre filmes, entre “The OA” e “Stranger Things.” Eu finalmente assisti a todos os episódios de “Game of Thrones” e “Westworld.” Eu amo ser um membro de longa audiência – formar histórias. Eu só gostaria de estar em uma série que eu gostaria de assistir.

 

 

Fonte | Tradução e adaptação – Blake Lively Brasil

Blake Lively será homenageada pela Variety, ao lado de Jessica Chastain, Chelsea Clinton, Gayle King, Audra McDonald, e Shari Redstone, no evento Power of Women: New York, um almoço anual que acontecerá no dia 21 de abril. O evento, que será realizado no Cipriani Midtown, será apresentado por Vanessa Bayer (Saturday Night Live).

Em parceria com a Lifetime, as seis mulheres foram selecionadas como Variety‘s Lifetime Impact Honorees por seu trabalho humanitário. Cada uma das representantes será apresentada em uma capa da próxima edição da revista, que chegam às bancas no dia 18 de abril.

O evento Power of Women: New York está vinculado ao relatório anual sobre o impacto das mulheres em Nova York, que retrata mulheres que tiveram um impacto significativo no entretenimento e na mídia no ano passado.

“Em seu quarto ano, estamos muito satisfeitos em honrar essas mulheres extraordinárias no nosso almoço anual de Power of Women: New York ”, disse Michelle Sobrino Stearns, Editora do Grupo/Chefe de Receita da Variety. “No coração da cidade de Nova York há uma vibrante comunidade de mulheres fortes no entretenimento, mídia e na política cujo compromisso com a filantropia é inspirador. Estamos muito satisfeitos em celebrar essas mulheres, juntamente com as mulheres perfiladas em nossa New York Women’s Impact List com os nossos parceiros na Lifetime.”

Blake Lively será reconhecida por seu trabalho com a Child Rescue Coalition, que rastreia pedófilos em todo o mundo.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Blake Lively Brasil

agosto 14, 2017  Priscila No comments Entrevistas

Durante a festa de iHeart80s no fim de semana, a irmã da Blake, Robyn Lively, elogiou a atriz por ser uma ótima mãe para as filhas James, de 2 anos e Ines de 3 meses de idade. “Aqui é onde ela pertence”, Robyn, que tem três filhos, contou para Nischelle Turner, da ET. “Ela tem meus filhos e eu tenho suas filhas, nós somos como, ‘Não, esses são meus filhos!’ Ela diz: ‘Não, seus filhos são meus filhos’. Nós sempre discutimos sobre isso, ela é a melhor.”

Robyn também falou sobre os conselhos que dá à irmã sobre os filhos. “O que eu disse a ela é apenas para [não] alimentá-los e regá-los demais porque eles crescem muito rápido”, ela brincou. “Eles crescem muito rápido, então apenas apreciar e saborear.”

Ela também comentou sobre Ryan Reynolds… Disse que ele é um profissional na paternidade. “Ele é incrível demais, eles são tão bons, eles protegem sua pequena família e eles são normais”, ela observou. “Sua família é tudo e eu sou tão orgulhosa deles. Eles mantiveram seu senso de normalidade e isso é incrível.”

Robyn também comentou sobre sua sobrinha, James, roubando o show na cerimônia da estrela na Calçada da Fama de Hollywood de seu pai. “Estou lhe dizendo, olhe para fora” ela brincou.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Blake Lively Brasil

agosto 14, 2017  Priscila No comments Entrevistas, Scans de revistas

Blake Lively estampa a capa da edição de janeiro da revista Vanidades do Chile, ao lado da atriz Kristen Stewart, com quem contracenou no filme Café Society, em 2016. Confira a entrevista traduzida abaixo:

Fazer rir ou comover, qual o desafio seria mais difícil?
Provavelmente para mim é a comédia, é o gênero mais especial. Às vezes eu gostaria de saber como é o trabalho desenvolvido para abordar as coisas de tal forma para que seja estabelecida uma comunicação de humor universal. Quando um filme como este faz as pessoas rirem na América Latina, na Europa ou nos Estados Unidos, por exemplo, isso significa uma grande conquista. É algo que me surpreende e eu valorizo muito.

Qual seria o ponto de partida para um objetivo? Seja a nível pessoal ou profissional, qual maneira você alcança um objetivo?
A determinação aparece quando realmente você ama o que você quer. Eu acho que seria o fator chave para não perder de vista o objetivo até alcançá-lo. Mas também acho que deve ser muito cuidadoso, não confundir um objetivo com uma simples obsessão.

Se falarmos de moda, tanto no cotidiano como nos momentos refletores são colocados em cima de você, qual seria o aspecto mais importante?
O natural, o que realmente se encaixa com sua pessoa. Sem imposições ou situações nas quais as coisas são forçadas. Eu acho que é fundamental que passe pela minha cabeça quando devo decidir o que eu vou usar.

Deve ser uma honra para dizer: “Eu trabalhei com Woody Allen…”
É, sem dúvida, porque ele é um criador de histórias sensacional. Além disso sabe perfeitamente transmitir o que você precisa ver. Você aprende muito com sua precisão.

Existe uma área diferente em que você gostaria de trabalhar?
Minhas primeiras memórias de vida estão relacionados com a indústria do entretenimento. É culpa dos meus pais! (Risos). Graças a eles que eu encontrei esta maneira desde muito pequena. Eles não gostavam da ideia de de contratar uma babá e me levavam com eles para seus ensaios. Desde então o ambiente da atuação me encantou completamente.

Se falarmos sobre o que é essencial para continuar no caminho para o sucesso…
Aprecie o silêncio, apreciar e ser grato pelo que a vida lhe entrega. Tentando ser uma pessoa saudável, porque isso representa o eixo principal para tudo o que circula em torno de nós.

 

Tradução e adaptação – Blake Lively Brasil



Página 8 de 8« Primeira...45678